Veronica Mars – O Filme: Criticas AdoroCinema – AdoroCinema

Lançado há 10 anos, o seriado Veronica Mars nunca foi recordista de audiência, mas conseguiu três temporadas de bom nível e conquistou uma legião de fãs, que agora foram imprescindíveis para a realização de Veronica Mars – O Filme. O projeto foi viabilizado através de uma campanha de crowdfunding, com mais de 90 mil fãs financiando a produção ao arrecadar US$ 5,7 milhões.

Os fãs são tão importantes para a franquia, que os produtores acabaram optando por fazer um filme para eles, o que é um grave problema. A decisão de levar Veronica para os cinemas deveria ser acompanhada de uma produção que fosse mais amigável para não iniciados. No final das contas, o longa vai agradar fãs por causa do tom nostálgico e por contar com o retorno de vários importantes personagens. Mas quem nunca viu a série vai se incomodar com muita coisa, em especial o fato de não ter tempo de se idendificar com a maioria dos personagens.
A história de Veronica (Kristen Bell) na série é resumida em uma breve apresentação no filme, que não gasta tempo introduzindo personagens como Wallace (Percy Daggs III), Mac (Tina Majorino) ou Dick (Ryan Hansen), e ainda soa pouco natural quando tenta dizer rapidamente o que cada um andou fazendo nos nove anos que separam as tramas.
Prestes a aceitar um emprego de advogada em Nova York, Veronica Mars recebe uma ligação do ex-namorado Logan (Jason Dohring) pedindo sua ajuda na investigação do assassinato de sua namorada, do qual ele é o principal suspeito. Ela retorna para Neptune para solucionar o caso, o que incomoda o namorado Piz (Chris Lowell).

O elenco conta ainda com os retornos de Enrico Colantoni (Keith Mars), Francis Capra (Weevil), Krysten Ritter (Gia), Ken Marino (Vinnie Van Lowe), Daran Norris(Cliff McCormack), Sam Huntington (Luke) e Max Greenfield (Leo). As novidades são Jerry O’Connell, Dax Shepard (noivo de Bell) e James Franco, que interpreta a si mesmo e brinca com a ideia de que é um pseudo-intelectual na vida real.

Escrito e dirigido por Rob Thomas, o filme demora a engrenar e investe em uma história paralela (envolvendo Weevil) que é totalmente desnecessária. A impressão que fica é que o lugar de Veronica é mesmo nas telinhas. Se ao invés de um filme de 147 minutos, tivéssemos três episódios de 40, é possível que ficasse mais interessante.

Ainda assim, os iniciados irão apreciar. A relação de Wallace com o basquete, o talento de Mac com a tecnologia, o temperamento esquentado de Logan e a paixão de Piz pelo rádio estão presentes na trama, assim como referências à brigas, relacionamentos e até casos vistos na produção televisiva.

Os fãs também gostarão de conferir a narração off de Veronica e o tema musical da série aparecer nos créditos finais e também no início do filme, mas num ritmo diferente. Mas o que vale a pena mesmo é ver a jornada de redescoberta da querida personagem. Bell continua linda e com muito carisma. A torcida é para que Veronica volte a ter chances de desvendar seus casos. Mas talvez fosse melhor buscar novo espaço nas telinhas.

Leave a reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>